Terça-feira
23 de Abril de 2019 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Newsletter

Cadastre-se para receber nossa Newsletter

Notícias

Comissão Gestora de Arquivo visita unidade em Jundiaí

Local abriga 70 milhões de processos findos.       Integrantes da Comissão Gestora de Arquivo, Memória e Gestão Documental (CGAMGD) do Tribunal de Justiça de São Paulo estiveram na última sexta-feira (8) no arquivo geral de processos, em Jundiaí. O local abriga aproximadamente 70 milhões de autos arquivados pelas 319 comarcas do Estado. Participaram da visita os integrantes da Comissão, presidida pelo desembargador Artur Marques da Silva Filho, vice-presidente do TJSP, e servidores.     O grupo percorreu os armazéns que guardam a maior parte do acervo do TJSP. A Corte também conta com outra unidade no bairro do Ipiranga, na Capital. Ao todo são cerca de 90 milhões de processos arquivados. Os magistrados e servidores também se reuniram com a diretoria da empresa Iron Mountain, contratada pelo TJSP e responsável pelo arquivo geral. No encontro, o desembargador Artur Marques ressaltou a importância da redução de custos com a guarda do acervo, bem como de alteração normativa sobre o tema, para viabilizar a eliminação de autos.     A diretoria da empresa apresentou informações sobre os procedimentos e segurança do local, que conta com cerca de 100 funcionários. Também demonstraram como ocorre a localização e o manuseio dos processos, uma vez que atende em média 4 mil solicitações diárias de desarquivamento de autos, encaminhadas pelas comarcas. A empresa enviará para a comissão relatório dos dados do acervo, especialmente dos processos que necessitam de guarda permanente em razão da natureza da ação.  “A preservação da memória do Tribunal de Justiça, que se mistura com a do nosso Estado e da nossa população, é de extrema relevância. Por isso estamos atentos à necessidade de guardarmos os processos que contam a nossa história. No entanto, muitos podem ser eliminados de acordo com a tabela de temporalidade, reduzindo os custos para a instituição”, afirmou o desembargador Artur Marques.     Acompanharam a visita o presidente da Seção de Direito Público do TJSP, desembargador Getúlio Evaristo dos Santos Neto; o presidente da Seção de Direito Privado do TJSP, desembargador Gastão Toledo de Campos Mello Filho; o desembargador Eutálio José Porto Oliveira; o juiz substituto em Segundo Grau Antonio Carlos Alves Braga Júnior; e o juiz diretor do Foro Regional de Itaquera e titular da 4ª Vara Cível, Carlos Alexandre Böttcher, integrantes da CGAMGD. Também estiveram presentes a secretária de Primeira Instância do TJSP, Simone Bento, e os servidores da SPI Luiz Carlos Garcia Cardoso e Luciana Pires Gonçalves.            imprensatj@tjsp.jus.br
11/02/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.